segunda-feira, 22 de junho de 2015

PANK: “O GESTOR MUNICIPAL NÃO GOSTA DE PAGAR. E AI, AS PESSOAS NÃO TEM INTERESSE NENHUM EM PARTICIPAR DE LICITAÇÃO NO MUNICÍPIO DE CANINDÉ”

Vereador Pank (PV)
Na Sessão Ordinária da Câmara Municipal, 18/06, o vereador Joselildo Almeida “Pank” (PV), ao usar a tribuna do plenário, mais uma vez denunciou o descaso administrativo que se encontra o município de Canindé. O vereador fez uma comparação da receita entre os meses de maio de 2014 (9,5 milhões) e maio de 2015 (9,3 milhões), concluindo que em Canindé não falta dinheiro, mas sim prefeito para administrar a rica menina pobre do Alto Sertão Sergipano.

Continue lendo, clique aqui.

Licitação do hospital

Em relação ao novo Hospital, o vereador disse que um processo licitatório não foi iniciado semana passada, devido não ter um número suficiente de empresas para participar. Para Pank, “o gestor municipal não gosta de pagar. E ai, as pessoas não tem interesse nenhum em participar de licitação no município de Canindé”.

O vereador lembrou ainda, que o prefeito Heleno Silva deu um prazo de 6 meses para inaugurar o novo Hospital durante sua campanha em 2012, e se passou mais de 2 anos e até o momento a obra está inacabada e sem prazo para ser finalizada. 

Assistência Social 

Pank lembrou que em outras gestões, a Assistência Social do Município era mais atuante, e o povo pobre tinha direito a receber auxílio aluguel, gás, e até mesmo a Prefeitura pagava conta de energia das pessoas mais carentes. Para ele, “o prefeito é culpado porque não faz com que a coisa aconteça, não cobra do secretário. O prefeito precisa ter reuniões com os secretários e saber como é que está andando as coisas”. 

Quermesse das Escolas

Finalizando sua fala, Pank sugeriu a secretária Municipal da Educação, Dra Eliane de Moura Morais, que as quermesses juninas fossem realizadas em três etapas. Sendo primeiro nos povoados Capim Grosso e Curituba. E, por fim em Canindé com as escolas da sede. A ideia do vereador é aglomerar por micro região o máximo de escolas no evento, mobilizando um público maior, gerando economia para o Município e proporcionando mais tempo para as autoridades e cidadãos prestigiarem os festejos juninos das escolas da Rede Municipal de Ensino.

Por Valdir Inácio
Formado em Gestão Pública
Blogueiro Diário da Cidade e Política
Com informações da ASCOM 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigo/a, agradecemos pela sua visita e comentário.