segunda-feira, 9 de março de 2015

SETE NOMES NA DISPUTA POR DUAS VAGAS PARA O SENADO EM 2018


O Estado de Sergipe terá uma disputa diferente por duas vagas para o Senado em 2018. Diferente, por causa do número de nomes tidos como fortes candidatos.

Diferente, porque pode marcar uma mudança na relação de forças políticas no Estado.

Continue lendo, clique aqui.


Vamos aos nomes:

O governador Jackson Barreto (PMDB) jura de pés juntos que nunca mais será candidato a mandato eletivo. Como bem disse o vice-prefeito de Aracaju, José Carlos Machado (DEM), em entrevista ao Jornal da Ilha FM, "nunca se deve acreditar no NUNCA de políticos". Se estiver bem avaliado junto ao eleitorado, Jackson poderá será candidato ao Senado, sonho antigo desde os tempos em que o primo de idas e vindas Almeida Lima foi senador. Mesmo assim, não se pode descartar o cansaço de Jackson vencendo sua vontade de continuar a disputar mandato.

No PT, Rogério Carvalho será candidato a cargo majoritário: ao governo ou ao Senado. Tudo vai depender da reação do eleitorado ao PT e ao seu nome, na época.

No PSB, a situação mais difícil: a reeleição do senador Antônio Carlos Valadares, que não tem mais a mesma unanimidade nem no próprio partido, e pode ter que pedir votos mais uma vez para o filho, que antes disputará a eleição para a Prefeitura de Aracaju. Se Valadares Filho for prefeito, o pai terá meio caminho andado. Senão, os dois terão dificuldades jamais experimentadas de ganhar as eleições de 2018.

No PSC, dois nomes continuarão se destacando: o senador Eduardo Amorim e o deputado federal André Moura. Anote: André será candidato ao governo ou ao Senado.

Dois novos nomes podem surgir na disputa: os prefeitos de Canindé do São Francisco e Nossa Senhora do Socorro, respectivamente, Heleno Silva (PRB) e Fábio Henrique  (PDT). Heleno já colocou a cabeça de fora. Fábio diz aos amigos que pretende disputar uma vaga na Câmara Federal, mas está de olho mesmo é no Senado. O problema de Fábio pode ser casar sua candidatura com a reeleição da deputada estadual Silvia Fontes (PDT), sua esposa.


por NE Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigo/a, agradecemos pela sua visita e comentário.