quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

POLÍCIA COMBATE EXPLORAÇÃO SEXUAL EM CANINDÉ DE SÃO FRANCISCO

Resultado de imagem para polícia militar de sergipe vetorOperação conjunta entre a Polícia Militar de Sergipe, através do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM), e a Polícia Civil resultou no cumprimento de cinco mandatos de prisões no povoado Curituba, município de Canindé de São Francisco. 

Confira matéria na integra, clicando aqui.


Uma operação conjunta entre a Polícia Militar de Sergipe, através do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM), e a Polícia Civil resultou no cumprimento de cinco mandados de prisões nas primeiras horas da manhã desta terça-feira, 10, na zona rural do município de Canindé do São Francisco, a 213 quilômetros da capital sergipana.

A ação, intitulada como Operação ‘Papa Anjo’, tem como objetivo cumprir vários mandados de prisão contra um grupo suspeito de explorar sexualmente crianças e adolescentes do povoado Curituba, em Canindé. Ao todo, 11 policiais, entre militares, ao comando do major Fábio Rolemberg, e civis, sob a coordenação do delegado Guilherme Augusto Volkweis, estão envolvidos nas buscas, prisões e apreensões.

Até o presente momento, foram cumpridos cinco mandados de prisão temporária em desfavor de José Carlos Santana dos Santos, 54 anos; Ananias Maurício da Silva, 61 anos; Pedro Batista dos Santos, 34 anos; José Vieira de Santana, 75 anos; e Josineide do Nascimento.

A polícia investiga a rede de exploração desde novembro do ano passado, quando a mãe de duas meninas procurou a polícia e disse que as filhas tinham sido agenciadas por uma mulher para a prostituição. “Investigamos a denúncia e assim que comprovamos, solicitamos mandados de prisão ao Poder Judiciário”, declarou o delegado.

Josineide foi identificada como sendo a agenciadora do esquema. “Os homens presos pagavam um determinado valor às garotas [com idade entre 12 e 14 anos] e metade desse valor era repassado a Josineide”, disse. Além das cinco pessoas presas na operação desta terça-feira, a Polícia Civil investiga outros nomes que foram citados pelas vítimas.

Ainda durante as buscas, os policiais apreenderam duas armas de fogo, tipo espingarda de caça, que estavam na residência de um dos suspeitos, que também deverá ser enquadrado no crime de posse irregular de arma de fogo. Todos os envolvidos estão detidos na Delegacia de Canindé, à disposição da Justiça, e devem responder pelos crimes de favorecimento à prostituição e estupro de vulnerável.

Fonte: PM/SE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigo/a, agradecemos pela sua visita e comentário.