sexta-feira, 1 de agosto de 2014

DEMISSÕES NA PREFEITURA DE CANINDÉ: O CAOS ESTÁ INSTALADO A QUASE 2 ANOS

Créditos: Reprodução
Na gestão pública não existe mágica, o gestor tem que fazer a coisa certa, cumprindo o que manda a lei. O erro do prefeito Heleno Silva foi ter iniciado seu mandato na contramão do que prometeu. Se tivesse implantado seu modo de governar, cortando gastos desde o início, seria menos doloroso para o povo canindeense.
 













Valdir Inácio
Graduado em Gestão Pública

Para inicio de conversa, ressalto que a máquina pública brasileira já passou da hora de reduzir gastos. Poucos são os gestores que vem encarando com compromisso essa problemática.
 
Quando o assunto da LRF – Lei de Responsabilidade Fiscal, ainda bem que esse mecanismo de controle existe, pois caso contrário, a farra com o dinheiro público poderia ser ainda pior. Pois bem, a LRF é uma lei que serve para controlar e orientar todos os gestores do país a manter as contas em dias, respeitando suas prerrogativas. Ou seja, não vamos aceitar a pobre justificativa do prefeito Heleno Silva que as exonerações foram devido a esse instrumento jurídico público. Pelo contrário, quando o sinal da LRF acende quer dizer que o gestor fez algo que não devia, sendo assim orientado a corrigir-se para que não mais aconteça. Esse sinal está ligado desde o ano passado, mas prefeito de Canindé preferiu seguir a risca com seu planos audaciosos, escusos aos interesses dos canindeenses.  

O fato do ICMS repassado pela CHESF reduzir é uma realidade. Mas, não é o fim do mundo. Se Heleno Silva tivesse reduzido o número de secretarias e órgãos diretos da Administração Pública, principalmente, demitindo os funcionários inoperantes, com certeza ficaria espaço para manter os trabalhos dos cidadãos canindeenses na Prefeitura de Canindé. 


PREFEITURA ENXUTA 

Heleno Silva anunciou no final do ano de 2013 sinalizou que iria diminuir o número de secretarias, mas não cumpriu com o que disse. Ao invés de fazer o enxugamento da máquina Heleno preferiu manter as secretarias com seus gastos exorbitantes, um absurdo. A verdade é que Heleno Silva nunca teve a intenção de reduzir gastos. Pelo contrário, manipula o tesouro do povo canindeense assim como bem quer. 

ENQUANTO ISSO OS VEREADORES...

Fazem vistas grossas e fingem que legislam em benefício do povo. Precisamos urgentemente de uma Reforma Política, pois não podemos mais aceitar posturas como as que testemunhamos nos parlamento municipal.

Enfim, o prefeito Heleno Silva está cada vez mais bebendo do seu próprio veneno, a mentira. E, como resultado de sua inoperância administrativa corre o risco de levar o município de Canindé a sua terceira intervenção estadual. Vergonha!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigo/a, agradecemos pela sua visita e comentário.