sábado, 21 de junho de 2014

Comerciantes de Salvador lucram com a Copa e comparam evento ao Carnaval

Foto: Maria Carolina Lopes/Portal da Copa#Dulce Mary e o acarajé: quatro meses de aulas inglês pelo Pronatec para atender clientes estrangeiros
Créditos/foto: Maria Carolina Lopes/Portal da Copa
Dulce Mary e o acaraje: quatro meses de aulas de inglês pelo
Pronatec para antender clientes estrangeiros
SERGIPE, CanindéEstimativa do Ministério do Turismo é de que 300 mil visitantes passem pela capital baiana até o fim do Mundial.

por Portal da Copa, da redação

A Copa do Mundo da FIFA 2014 no Brasil levará milhões de turistas às 12 sedes até 13 de julho, data da final. São brasileiros e estrangeiros que, além de assistir aos jogos do Mundial, querem conhecer e aproveitar tudo que as cidades do país têm a oferecer.

De acordo com estimativa do Ministério do Turismo, os visitantes devem deixar R$ 6,7 bilhões no país. Motivo de comemoração para os comerciantes brasileiros. Em Salvador, cidade acostumada a lucrar com o turismo – especialmente no carnaval –, donos de estabelecimentos e vendedores já comparam o sucesso de vendas à tradicional festa realizada anualmente na Bahia.

“A expectativa para a Copa foi tão grande que não tivemos verão nem carnaval. De sábado (14.06) pra cá, o negócio mudou. Tem muito turista e as vendas aumentaram muito”, afirmou Dulce Mary de Jesus, dona de uma barraquinha de acarajé no Pelourinho, tradicional ponto turístico de Salvador.

A baiana se preparou especialmente para receber os turistas. Foram quatro meses de aulas de inglês pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), do governo federal. E a dedicação de Dulce Mary foi recompensada.

Mais informações acesse Portal da Copa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigo/a, agradecemos pela sua visita e comentário.