segunda-feira, 16 de junho de 2014

Americanos ressaltam entrega em campo. Gana já pensa na Alemanha

Getty Images#Klinsmann elogiou a briga até o fim pelos três pontos
Getty Images
SERGIPE, CanindéEquipe dos Estados Unidos rompeu uma sina de derrotas para os africanos que se repetiu nas duas últimas Copas.














por Portal da Copa, da redação

A entrega da equipe durante os 90 minutos foi ressaltada por jogadores americanos e pelo técnico Jürgen Klinsmann como um dos diferenciais para que os EUA saíssem de campo com os três pontos. "A nossa equipe tem isso mesmo, de não desistir nunca, de seguir brigando até o fim. O resultado espelha isso", afirmou o treinador dos Estados Unidos, em referência ao gol de cabeça marcado por Brooks, após cobrança de escanteio. Naquele instante, Gana pressionava porque havia acabado de empatar o duelo. A vitória americana encerrou uma quase freguesia referente às duas últimas Copas, em que os EUA perderam para Gana por 2 x 1. 

"Não houve sentimento de revanche. O importante foi que conseguimos os três pontos e isso é bom para nossas pretensões”, disse o atacante Altidore, que saiu de campo de forma precoce em função de uma aparente lesão muscular. "Meu plano é enfrentar Portugal. Provavelmente amanhã vou saber o que houve de fato, mas quero jogar”, disse.

Gana x Estados Unidos - Arena das Dunas - Jogo

Getty Images
No lado de Gana, o sentimento é de reinvenção rápida para as próximas partidas, diante de Alemanha e Portugal. “Podemos reagir e o próximo jogo vai ser importante. Contra a Alemanha vai ser mais difícil, porque eles têm um time ainda melhor do que os EUA. Mas nada é impossível, podemos nos classificar”, afirmou o atacante Atsu.

A versão não foi diferente para o meia Prince Boateng. “Estamos desapontados por ter pedido, mas temos outros dois jogos. Mas o gol deles surgiu de um escanteio e isso não pode acontecer de novo, não podemos dar espaço”, comentou.

O também atacante Asamoah Gyan disse que faltou concentração para evitar o gol relâmpago dos EUA, aos 29 segundos de jogo, e que a luz de alerta foi acesa. “Nós dominamos, só que eles fizeram um gol nos primeiros segundos e não esperávamos isso. Agora vamos enfrentar a Alemanha, que é a favorita do grupo, só que precisamos vencer, ou caso contrário corremos grande risco de ir embora”, afirmou.

Na próxima rodada, os Estados Unidos enfrentam Portugal no dia 22, na Arena da Amazônia. Já Gana vai a campo contra a Alemanha um dia antes, na Arena Castelão, em Fortaleza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigo/a, agradecemos pela sua visita e comentário.