sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Jackson pede ao novo ministro da Educação implantação do Campus do Sertão

Jackson pede ao novo ministro da Educação implantação do Campus do Sertão
Foto: Roberto Jaym
CANINDÉ, Sergipe - O governador Jackson Barreto solicitou ao novo ministro da Educação (MEC), Henrique Paim, que agilize a implantação do Campus do Alto Sertão, da UFS (Universidade Federal de Sergipe). 







por ASN, da redação

Na audiência, nesta terça, 4, em Brasília, o ministro fez questão de destacar que o sergipano era o primeiro governador recebido pelo novo titular do MEC.

Paim, durante a audiência, telefonou para o reitor da Universidade Federal de Sergipe, Angelo Antoniolli. Dele, recebeu a informação de que o projeto do Campus do Sertão já está pronto e aprovado pelo CNE (Conselho Nacional de Educação).

Novos cursos

Resta, assim, a escolha do local e do número de vagas pelo MEC. A expansão da UFS atenderá antiga reivindicação daquela região. Inicialmente, estão previstos os cursos de veterinária, agronomia e zootecnia. O novo campus foi confirmado pelo ex-ministro da Educação, Aloizio Mercadante, em 28 de agosto de 2013, durante audiência com o então governador em exercício, Jackson Barreto.

A implantação do Campus da UFS no Alto Sertão é um projeto previsto no plano de expansão da UFS. Lançado no início dos anos 2000, o processo de expansão da UFS já contemplou os municípios de Itabaiana, Lagarto e Laranjeiras (extensão do Campus de São Cristóvão).

Alto Sertão

O território do Alto Sertão é o mais pobre do estado de Sergipe, mesmo dispondo de acesso ao manancial do rio São Francisco. É o maior território de desenvolvimento do Estado, ocupando 23% da superfície de Sergipe. Segundo dados do IBGE, a população é de 137.926 habitantes.

Possui o segundo maior PIB (Produto Interno Bruto) do estado (11%) por conta da contribuição da Usina Hidrelétrica de Xingó. Detém o maior rebanho bovino, sendo responsável por 46% da produção de leite de Sergipe.

O Alto Sertão possui a segunda maior produção de milho e feijão do Estado.
O território possui ainda um diversificado acervo cultural e turístico. Apesar disso, a região tem o menor índice de desenvolvimento humano de Sergipe (0.575).

Durante a reunião, o governador foi assessorado pelo secretário da Casa Civil, José Sobral, e pelo secretário adjunto da Representação de Sergipe em Brasília, Maurício Lima. Ao lado do ministro, o secretário da Educação Superior do MEC, Paulo Speller.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigo/a, agradecemos pela sua visita e comentário.