terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Jackson Barreto e João Alves visitam Orla de Atalaia e Terminal Luiz Garcia

Jackson Barreto e o prefeito João Alves durante visita à Orla de Atalaia | Fotos: Wellington Barreto/ASN
Foto: Wellington Barreto/ASN
CANINDÉ, Sergipe - O governador Jackson Barreto visitou na manhã desta terça-feira, 11, ao lado do prefeito de Aracaju, João Alves Filho, o espaço da Orla de Atalaia, na avenida Santos Dumont, onde será construído pelo município o Complexo Multi Esportivo que terá 5 mil/m² e será dotado de piso que pode ser mudado de acordo com a modalidade esportiva. O local será inaugurado num evento internacional: o Mundial de Vôlei de Praia Escolar, que acontecerá em julho de 2015. A expectativa da Prefeitura de Aracaju é que esportistas de 30 países estarão em Sergipe para participar do evento.

por ASN, da redação

Na ocasião, o prefeito de Aracaju solicitou ao governador Jackson Barreto autorização para a construção do Complexo, já que a Orla de Atalaia é administrada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura.

Jackson Barreto adiantou que não deixará de autorizar uma obra tão importante para Aracaju, para o povo e para o esporte sergipano. “O evento vai mostrar Sergipe para o mundo, vamos fortalecer o turismo, dar oportunidade à juventude sergipana de ter um complexo a altura de qualquer país do mundo. Estamos aqui para dizer ao prefeito que pode começar a obra na data que ele desejar”.

Com a permissão do Governo do Estado, o prefeito João Alves declarou que um entendimento inicial é importante para todos. “É positiva a liberação da obra, isso demonstra nosso entendimento em prol de melhorias para o povo”, observou.

O secretário de Infraestrutura de Aracaju, Luiz Durval explicou que o investimento para a obra é de R$ 8 e R$ 10 milhões, porém, como alguns ajustes devem ser realizados o valor pode ser alterado. “A obra ainda não foi licitada, o que está sendo feito é a sondagem de solo, para definir fundações e tudo isso influencia no custo da construção. Por isso não foi determinado o valor da obra”. Ele assegurou que ainda no primeiro semestre começa a edificação. “Dentro de 90 dias a obra deve iniciar”.

Terminal Rodoviário Luiz Garcia

Em seguida, o governador e prefeito se deslocaram até o Centro Comercial de Aracaju, onde visitaram o Terminal Rodoviário Luiz Garcia, local que atualmente é realizado o transporte intermunicipal de passageiros e o Terminal de Integração Fernando Sávio, onde acontece o transporte urbano.

O Governo do Estado assegurou junto ao BNDES a inclusão da reforma e ampliação do Terminal Rodoviário Luiz Garcia no elenco de obras do Programa Sergipe Cidades. São recursos da ordem de R$ 6,5 milhões para a reforma e ampliação do Terminal Rodoviário e seu entorno.

Jackson Barreto lembrou que o projeto elaborado pelo arquiteto Erley Resende, possui design arrojado e contemporâneo. “O prédio que foi construído em 1962 e é tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Estadual, além de funcional, será primordial para a revitalização do Centro de Aracaju, fomentará o turismo para o interior sergipano e ainda melhorará a mobilidade”, declarou.

Ele explicou ao prefeito que a ideia é transferir o Terminal Fernando Sávio para a área do mercado Thales Ferraz, para não prejudicar a população, nem o comércio central, e assim ampliar o Terminal Rodoviário Luiz Garcia e seu estacionamento. “Estamos aqui apresentando o projeto ao prefeito e pedir a retirada do Terminal de Integração Fernando Sávio”.

O prefeito de Aracaju, João Alves Filho acredita que a obra dará reestruturação e mobilidade ao trânsito da área. “A decisão de transferência das linhas de ônibus será estudada por técnicos da Prefeitura de Aracaju e do Governo do Estado. Tenho certeza que com boa vontade e competência vamos encontrar uma solução para essa questão”.

O presidente da Federação do Comércio de Sergipe (Fecomércio), Abel Gomes participou da visita e disse apoiar a iniciativa do Governo do Estado com a revitalização do espaço. “Quanto a reforma somos totalmente a favor e vamos apoiar a obra. Só vamos fechar detalhes no tocante a transferência de linhas de ônibus do Terminal de Integração Fernando Sávio, já que aqui é o coração da cidade”.

O presidente da Cooperativa de Transporte de Sergipe (Coopertalse), Valdenes Ferreira acompanhou as explicações do governador e fez sua análise. “O projeto é positivo, confio nas autoridades, na viabilidade do transporte intermunicipal e urbano. Estou pedindo agenda com os gestores para solicitar que eles mantenham o transporte intermunicipal no local”. Diariamente 250 ônibus circulam no Terminal Rodoviário Luiz Garcia, são mais de 40 mil pessoas passando pelo local.

O secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano, Carlos Fernandes de Melo Neto assegurou que a obra é importante para a mobilidade urbana de Aracaju e que melhorará o Centro Comercial de Aracaju. “A obra já foi licitada, agora estamos na fase de decidir como será desativado o Terminal de Integração Fernando Sávio. Vamos nos reunir ainda hoje com a Prefeitura de Aracaju para analisarmos a melhor forma de retirada do terminal, e assim que houver a retirada vamos iniciar a obra”, garantiu.

Intervenções no Terminal Rodoviário Luiz Garcia

Para a obra de reforma do terminal Luiz Garcia, estão previstos implantação de estrutura metálica para área de embarque e desembarque, implantação de CFTV (circuito fechado de TV), sonorização, lógica, climatização, sistema de proteção contra descargas atmosféricas e combate a incêndio, urbanização da área externa levando-se em conta quesitos de acessibilidade/ pavimentação em concreto armado nas áreas de manobras de veículos pesados e pavimentação asfáltica nas áreas de entrada e saída do terminal rodoviário, implantação de 18 vagas para visitantes com vagas reservadas para idosos e deficiente, 14 baias para ônibus, 04 vagas para setor administrativo, 02 vagas para carga e descarga, implantação de 03 lanchonetes, 01 box de informações, 01 guarda-volumes e 08 bilheterias no pavimento térreo, implantação de sala administrativa, sala de monitoramento e controle, vestiários, 14 boxes para comércio no pavimento superior.

Alfândega

Aproveitando que estavam no Centro comercial, o governador e o prefeito visitaram o andamento da obra do prédio que já abrigou a antiga Alfândega, localizado na Praça General Valadão. O espaço está sendo transformado em um importante Centro Cultural e Arte de Aracaju. A iniciativa é da Prefeitura Municipal de Aracaju que busca valorizar o patrimônio cultural da cidade através da preservação das manifestações artísticas locais e do respeito à diversidade.

Com investimentos de aproximadamente R$ 2,8 milhões, o novo espaço terá cinema, teatro, cybercafé, cafeteria, salas de exposição permanente e temporária, livraria, oficina educativa, salas de montagem, som e edição audiovisual.

O antigo prédio que abrigou a Alfândega é considerado um dos imóveis mais antigos de Aracaju, construído na segunda metade do século XIX e, na metade do século XX, foi utilizado pela Receita Federal, sendo desativada no final do mesmo século. Em 2003, o Governo do Estado tombou através do decreto lei nº 21.765, sendo o edifício transferido da União para a Prefeitura dois anos depois.

Presenças 

Acompanharam as visitas os secretários de Estado da Comunicação, Carlos Cauê, da Infraestrutura, Valmor Barbosa. Além do vice-prefeito de Aracaju, José Carlos Machado, os secretários municipais de Comunicação, Carlos Batalha, Defesa Social e Cidadania, Georlize Teles e o superintendente da SMTT, Nelson Felipe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigo/a, agradecemos pela sua visita e comentário.