segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Inédito: Brasil ganha título mundial de handebol frente a Sérvia, 22 a 20.

Georgi Licovski/Efe
CANINDÉ, Sergipe -  Seleção de Feminina de Handebol ganha título mundial invicta. Seleção superou a equipe da Sérvia e os mais de 20 mil torcedores locais.









por Valdir Inácio, da redação


Arena Kombank. Belgrado. Sérvia. Este foi o palco histórico do primeiro título mundial brasileiro no handebol feminino. E o Esporte Interativo tem orgulho de ter acompanhado a conquista dessa seleção com exclusividade. A final deste domingo, contra a Sérvia, terminou em 22 a 20 para as brasileiras. Entre as heroínas, destacaram-se na final Alexandra, Duda, Hannah, Fernanda Dara e as goleiras Babi e Mayssa. Essa foi a partida mais importante da história do handebol brasileiro.

A goleiras brasileiras Babi e Mayssa se destacaram na final
Após o primeiro minuto de jogo, o Brasil abriu o placar com Fernanda Dara. Quando a Sérvia tentou a virada, Babi fez uma defesa espetacular e Fernanda respondeu no contra-ataque. Após Fabiana ter levado suspensão de dois minutos, a seleção da Sérvia conseguiu a virada: 6 a 5, com destaque para a pivô Cvijic, a "Mamute".

A goleiras brasileiras Babi e Mayssa se destacaram na final. A goleira da Sérvia, Risovic, estava em um bom dia e impediu uma reação rápida do Brasil. Mesmo assim o Brasil conseguiu a virada, principalmente com Alexandra, Hannah e as defesas de Babi. O primeiro terminou com o placar de 13 a 11 para a seleção brasileira.

No início da segunda etapa, a eleita melhor jogadora da competição, Duda Amorim, conseguiu ótima roubada de bola. Mesmo com Fernanda Dara sendo expulsa por dois minutos novamente, a seleção estava ligada no jogo e aumentou a vantagem para cinco pontos, com destaque para Duda. Nova expulsão, desta vez de Duda, e a Sérvia conseguiu diminuir a vantagem para três gols.

Depois de uma falta violenta sobre Alexandra, Ognjenovic foi suspensa por dois minutos e as coisas pareciam que iriam melhorar para o Brasil. Mas a goleira Tomasevic conseguiu uma proeza: defendeu duas cobranças seguidas de sete metros. E a Sérvia continuou diminuindo a vantagem, graças a novas defesas da goleira. Isso rendeu palavrões do técnico brasileiro Morten Soubak.

Deonise foi muito importante para o Brasil no Mundial
Após quase dez minutos sem fazer gols, o Brasil conseguiu achar Alexandra livre para voltar a marcar. Isso porque a Sérvia estava com duas atletas a menos, expulsas por dois minutos. As duas equipes erraram muito, e as goleiras Mayssa e Tomasevic brilharam debaixo das traves. Faltando cinco minutos para o fim, a Sérvia conseguiu o empate.

Gols de Hannah e Ana Paula colocaram o Brasil com dois gols de vantagem faltando menos de um minuto. Além disso, belas defesas de Mayssa garantiram o título inédito do Mundial Feminino de Handebol para o Brasil, com um placar de 22 a 20 contra as donas da casa, a Sérvia. Você acompanhou toda a trajetória das meninas brasileiras só aqui no Esporte Interativo.

Confira as escalações dos times na final do Mundial Feminino de Handebol, transmitido com exclusividade pelo Esporte Interativo.

Brasil: Babi, Mayssa, Fabiana, Alexandra Nascimento, Samira, Dani Piedade, Amanda, Fernanda, Ana Paula, Elaine Gomes, Karol, Duda Amorim, Mariana Costa, Mayara, Deborah Hannah, Deonise Cavaleiro.

Sérvia: Krpez, Popovic, Lekic, Zivkovic, Damnjanovic, Eric, Risovic, Rajovic, Ognjenovic, Filipovic, Tomasevic, Nisavic, Stoiljkovic, Liscevic, Cvijic, Lojpur.

Duda Amorim foi eleita a melhor atleta da competição
Confira como foi a campanha do Brasil no Mundial Feminino de Handebol, exibido com exclusividade pelo Esporte Interativo.

Primeira fase (Grupo B):
Brasil 36 x 20 Argélia
Brasil 34 x 21 China
Brasil 25 x 23 Sérvia
Brasil 24 x 20 Japão
Brasil 23 x 18 Dinamarca

Oitavas: Brasil 29 x 23 Holanda 
Quartas: Brasil 33 x 31 Hungria
Semifinal: Brasil 27 x 21 Dinamarca 
Final: Brasil 22 x 20 Sérvia 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigo/a, agradecemos pela sua visita e comentário.