terça-feira, 7 de maio de 2013

Esporte: O incentivo chegará as escolinhas de base?


Foto/Divulgação
CANINDÉ, Sergipe - Na tarde do dia, 05/05, as equipes Sub-15 e 17 de Futebol do Santos Canindeense mostraram porque são as melhores em quase uma década de trabalho desenvolvido pelo seu treinador Nierickson Silva, no município de Canindé de São Francisco. A história e importância da escolinha de base mais vitoriosa de todos os tempos, faz jus a republicação do artigo a seguir. 



Por Valdir Inácio
Graduando em Gestão Pública




Arq. Santos Canindeense
Em clima de despedida as equipes da escolinha do Santos Canindeense entram em campo amanhã (05/05), a partir das 15h00, para tentar manter a hegemonia e dá mais um título ao seu treinador, Nierickon Silva. 

Pelo terceiro ano consecutivo o Santos classifica suas equipes para disputar as principais finais das competições de base do município de Canindé de São Francisco. Nas duas primeiras edições em 2011 e 2012, realizado pela Rede Jovem Canindé, a equipe foi campeã. 

Se o Santos vencer as duas finais das competições, Sub-15 e 17 de Futebol, realizado pela Secretaria de Esportes, o trabalho voluntário que o treinador e presidente, Nierickson Silva, vem desenvolvendo nesses quase dez anos será fechado com brilho.

O legado

Foto/Divulgação 
O perfil dos beneficiários da escolinha sempre foi de alunos carentes, fazendo com que seu treinador, Nierickson Silva, nunca cobrasse nenhuma taxa ou valor  pelo trabalho realizado. 

O trabalho desenvolvido ao longo desses anos foi e continua sendo muito importante, pois tirou inúmeros jovens de caminhos errôneos, assim como oportunizou chances de participar de competições dentro e fora do Estado.

Pincipais competições e títulosCopa Ouro (Campeão Sub-15), Taça Ouro, Copa Vitória, Norte e Nordeste de Base, Campeonato Sub-15 e 17 de Futebol (Campeão nas duas categoria), Campeonato Sub-13 (Campeão - competição realizada pela Secretaria de Esportes), Campeonato Sergipano (4º colocado), Copa da Laranja, Copa da Independência, Copa da Amizade, Mundialito na Bahia, Seletiva para o campeonato brasileiro de Categorias de Base, Copa 7 de Setembro/BA (Vice-Campeão) e Copa do Brasil (Campeão Sub-17).

Arq. Santos Canindeense
Na Copa do Brasil Sub-17, em 2007, a escolinha do Santos Canindeense superou a grandeza do Vasco e foi campeão. Na época, a competição foi realizada em solo canindeense e contou com total apoio da Secretaria Municipal de Esportes. 

Já em, 2011 e 2012, foi campeão do Campeonato Sub-15 e 17 de Futebol (promovido pela Rede Jovem Canindé). No mesmo ano, levantou o caneco do Campeonato Municipal Sub-13, e da Copa 7 de Setembro, na Bahia. 

Ainda foi Vice-Campeão do Nordeste, competição essa que permitia apenas três clubes de cada Estado. Sendo o estado de Sergipe representado pelo: Tornado (Propiá), Cotinguiba (Aracaju) e o Santos (Canindé de São Francisco).

A falta de apoio 

Arq. Santos Canindeense
A falta de apoio não é de agora, mas sim, se perdura durante esses quase dez anos. Ou seja, sai governo e entra governo e nenhuma política pública voltada para as escolinhas existentes no município foi criada. Pena, pois essas iniciativas dão uma enorme contribuição na formação do caráter do garoto que participa de uma iniciativa como essa.

Não queremos criticar a atual gestão, mas sim, sugerir a mesma que contemple no Orçamento Anual recursos que sejam repassados para as escolinhas organizadas institucionalmente no Município. 

Aqui, quero chamar a atenção dos senhores vereadores para dentro da comissão de trabalho que compete o assunto, começar a discutir a possibilidade de destinar X% (por cento) do Orçamento Anual para ser investido em uma causa tão nobre que é a realização do trabalho social pelas escolinhas de futebol de base de Canindé de São Francisco.

Com certeza será mais proveitoso usar a tribuna da Câmara para defender o presente e o futuro das crianças, adolescentes e jovens, do que repetir discursos enfadonhos que não leva a nada. Fazendo isso, não precisaremos alterar a Constituição para reduzir a idade penal em nosso País. 

Legisladores que se prezam e entendem seu papel junto a sociedade a qual representam, tem a obrigação de criar leis que ajude a melhorar a vida dos seus munícipes. Aprovar no Orçamento Anual a destinação de recursos voltadas para essa causa tão nobre é mais que uma conquista para todos que se importam com o futebol de base, é  a garantia do direito da Criança e Adolescente.

CMDCA - Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente

Imagem/Divulgação
Outra instituição importante que tem que fazer jus ao nome que recebe é o CMDCA, pois tem a obrigação de criar Políticas Públicas que ajude a melhorar a vida de seu público beneficiário. Os recursos do Fundo da Criança e do Adolescente deve ser mais bem investido, assim como deve ser mais transparente a aplicação do recursos recebidos.

Com a aprovação de recursos no Orçamento Anual, o CMDCA pode ser um dos órgãos fiscalizadores da prestação do serviço realizados pelos responsáveis pela escolinhas de futebol.



A Secretaria de Esportes

O que se sabe é que a pasta de esportes tem a intenção de criar uma escolinha de futebol no âmbito municipal. A ideia é ótima, desde que a secretaria apoie as iniciativas já existentes. 

Se a intenção é de incentivar o esporte em todas as modalidades, porque não incluir no Orçamento Anual da Secretaria de Esportes um valor X para ser repassado as escolinhas de futebol?

Imagem/Divulgação
Agora, para receber tal doação as escolinhas devem serem transformadas em instituições, no caso, uma Associação Esportiva ou Desportiva. 

Já está mais que na hora de os poderes constituídos, Legislativo e Executivo, darem uma contribuição efetiva aos guerreiros e guerreiras que dedicam seu tempo para ajudar uma causa tão nobre. 

Quem dos senhores vereadores vão ajudar? O Secretário de Esportes vai apoiar? E o prefeito o que tem a dizer sobre o assunto?

Artigo atualizado em 07/05, às 08h00, para acréscimo de informações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigo/a, agradecemos pela sua visita e comentário.