sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Ator Darlan Cunha participa de Oficina sobre o Plano Juventude Viva

Foto: Secretaria Nacional de Juventude
CANINDÉ, Sergipe - O ator Darlan Cunha visitou, nesta quarta-feira (20), bairros da periferia de Maceió para uma oficina com jovens locais. A ação, que também teve a participação da secretária nacional da Juventude, Severine Macedo, faz parte do programa Juventude Viva, do qual o artista é o principal divulgador, e teve como objetivo conscientizar a comunidade sobre a importância do plano.




Por: Secretaria Nacional de Juventude

Um dos pontos visitados por Darlan foi a Base de Polícia Comunitária do Jacintinho, onde o intérprete do personagem Laranjinha, da série Cidades dos Homens, conversou com integrantes dos projetos Mulheres na Comunidade e Museu Cultura Periférica. Na oportunidade, ele conheceu as atividades realizadas com crianças e adolescentes da região.

Além disso, o ator esteve também no Quintal Cultural, um movimento desenvolvido no Bom Parto que visa a integração social por meio da arte. No local, ele contou um pouco de sua história como negro no cinema e na TV e assistiu a uma apresentação dos jovens da comunidade, com quem conversou sobre o papel da juventude na superação da violência e promoção da paz.

Protagonista da campanha de divulgação do programa, o artista falou sobre sua participação. “Um dos motivos que me levou a participar é a identificação com essas crianças das comunidades. Elas estão dispostas a integrar qualquer projeto somente pelo conhecimento. Eu passei pela mesma experiência quando entrei para o teatro, aos nove anos”, disse.

O ator também elogiou as atividades desenvolvidas em Alagoas. “Parabenizo todos esses projetos pelo esforço e pelo suporte que têm dado aos jovens. Precisamos disso para que a iniciativa dê certo e possa melhorar nossa sociedade”, disse Darlan durante a visita, que teve em vista também a expansão do plano para outros estados do Brasil.

Segundo a secretária nacional da Juventude, Severine Macedo, a prioridade é reduzir os índices de violência envolvendo jovens. “Nossa prioridade é o enfrentamento à violência contra os jovens negros. E, por isso, essa ação tem como finalidade dar seguimento à implantação do programa e ampliar o diálogo dos Governos com as comunidades locais”, expôs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigo/a, agradecemos pela sua visita e comentário.