terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Jovens articulados pela Recid reúnem-se no 1º Encontro Nacional de Juventudes

Divulgação
CANINDÉ, Sergipe Cerca de 120 jovens de diferentes movimentos sociais (estudantil, rural, urbano, indígena, racial, Lgbt e das pastorais, entre outros), articulados pela Rede de Educação Cidadã, participam do 1º Encontro de Juventudes da Recid, que acontece de 31/1 a 3/2, na sede do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), em Luziânia-GO. O evento tem como tema central “Juventude e Projeto Popular para o Brasil” e lema inspirado pela música do Gonzaguinha: “Construindo a manhã desejada”. 

Valdir Inácio
Graduação em Gestão Pública

O lema escolhido foi responsável pela inspiração da estratégia de comunicação desenvolvida antes do encontro. Foi criada uma funpage, no Facebook, onde a cada semana a equipe de comunicação divulgou perfis de diferentes jovens brasileiros, suas bandeiras e causas de luta e mobilização social, bem como textos e informações sobre as políticas públicas de juventude. O objetivo do encontro é consolidar uma leitura comum da conjuntura brasileira e apontar os principais desafios e ações da juventude na construção do projeto popular, partindo das experiências de organização, formação e de políticas públicas de juventude.

São também objetivos específicos do encontro: fortalecer as organizações populares da juventude; incentivar o trabalho com a arte, o simbólico, a mística e a cultura popular enquanto ferramentas de formação da juventude; aprofundar o conhecimento sobre as lutas populares da juventude a partir da década de 60; socializar as experiências de formação, organização e políticas públicas da juventude; identificar as ações da juventude no campo popular e aprofundar o conhecimento sobre Projeto Popular.

A metodologia também prevê uma análise de conjuntura sobre a realidade brasileira, latino-americana e mundial, aprofundamento sobre o papel da juventude na história do Brasil, levantamento dos desafios da realidade da nossa juventude, roda de conversa sobre Movimentos Sociais e Juventude - raça, etnia, gênero, diversidade sexual, e, ainda, um debate em torno das ações da sociedade e do governo para combater a mortalidade dos jovens, em especial, dos jovens negros. 

Os jovens participarão de oficinas de Midialivrismo e Participatório Juvenil, Ativismo nas Redes Sociais, Teatro do Oprimido, Elementos do Hip hop e Cultura popular (instrumentos, repentes, cordel). Também estão previstas atividades esportivas como queimada, peteca, vôlei e a realização do 1º Campeonato de Futebol misto da Recid.

O encontro foi organizado pelo Grupo de Trabalho da Turma Juventude, composto por jovens indicados pelas 5 macrorregiões Norte, Nordeste, Sul, Sudeste e Centro-Oeste, representantes do Departamento de Educação Popular e Mobilização Social/SNAS/SG, da Comissão Nacional e do Camp, entidade nacional. O GT Juventude da Recid, na preparação do encontro, intensificou um processo de parceria e articulação com a Secretaria Nacional de Juventude (SNJ), da Secretaria-Geral da Presidência da República, para fortalecer as políticas de juventude em curso: Juventude Viva, Participatório e Estações da Juventude, entre outras.

Além da SNJ, participam do evento a Secretaria Nacional de Articulação Social, também vinculada à Secretaria-Geral, e a Secretaria de Promoção de Políticas de Igualdade Racial (Seppir).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigo/a, agradecemos pela sua visita e comentário.